Uma Família pautada na Sabedoria – Parte Final

Home / Ministrações de Célula / Uma Família pautada na Sabedoria – Parte Final

“Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia.” (Tiago 3:17)

Estamos aprendendo, através da Bíblia, a receita para alcançarmos sabedoria e termos uma família estabelecida na Palavra. Quando buscamos sabedoria, somos por ela instruídos e sustentados para que a nossa casa seja estabelecida na Rocha,

Jesus. “A sabedoria já edificou a sua casa, já lavrou as suas sete colunas.” (Provérbios 9:1)

Vamos estudar mais alguns pontos para sermos homens e mulheres mais sábios.

  1. SEM PARCIALIDADE

Para a MULHER

Não existe submissão sem missão. E não existe missão sem submissão. Submissão significa desempenhar a função de ajudar alguém na sua missão. A responsabilidade de uma esposa é entender qual é a missão do seu esposo e, para isso, faz-se necessário caminhar juntos. Porém, a parcialidade impede que duas pessoas caminhem na mesma visão.

O casamento requer imparcialidade, principalmente da parte da mulher que quer sempre dar uma opinião, mudar algo no marido, sugerir algo fora de hora. Caminhar sem parcialidade é saber respeitar as diferenças um do outro, é não ser injusta, buscando beneficiar apenas a si mesmo.

Quando a mulher não é imparcial diante dos fatos, ela julga erroneamente e o casamento entra em um buraco de confusão. Mulher, lembre-se de que só há um Justo Juiz, Jesus. Dentro do casamento, não emita juízo temerário e precipitado.

Para o HOMEM

Dificilmente o homem terá uma esposa submissa, sem amor. Não existe submissão sem amor, ou pelo menos a missão de ser submissa torna-se um desafio maior, quando poderia ser simplificada.

Marido, é sua função ajudar a sua esposa na missão da submissão. A

responsabilidade do amor é sua e, acredite, o amor torna tudo melhor e mais fácil.

Quando o homem entende qual é a sua missão, a caminhada se torna mais leve e prazerosa.

A parcialidade impede que duas pessoas caminhem na mesma visão. Portanto, quando o homem quer que a esposa seja submissa, mas ele não a ama, não está sendo imparcial, pois está somente olhando para si.

O homem, como sacerdote, tem que entender que casamento requer imparcialidade. E a esposa tem que ter o mesmo entendimento. Não pode humilhar a mulher nem exigir dela subserviência. Quando o homem caminha sem parcialidade, demonstra maturidade, respeitando as diferenças da esposa e, acima de tudo, amando-a como parte mais frágil.

Uma análise incompleta ou tendenciosa da situação sempre leva marido e mulher a conclusões erradas e à tomada de decisões injustas. O compromisso com a imparcialidade é uma das maneiras mais eficientes de evitar o pecado, como descreve I Pedro 3:7.

  1. SEM HIPOCRISIA

Nós não devemos cobrar o que não vivemos. Hipocrisia é simular um sentimento que você não tem, que não foi gerado no seu coração. Homens não gostam de conviver com a hipocrisia de uma mulher e nem mulher gosta de homens hipócritas. Portanto, no casamento, não simule o que você não está sentindo ou o que não aconteceu, até usando muitas vezes de chantagens para conseguir o que quer. Isso não é uma atitude de sabedoria, nem de mulher que entende a função de ser coluna do lar, nem de homem que entende a função de sacerdote que tem.

Na verdade, o fato de cobrar algo do cônjuge já é uma situação desagradável, e fazer essa cobrança sem respaldo é pior ainda. Toda mulher precisa aprender e lembrar a si mesma, diariamente, que o testemunho e a oração trazem a harmonia no lar; cobranças destroem o relacionamento e atraem confusão. Todo homem deve ter a plena consciência de que o sacerdote maduro gera paz e harmonia no lar e segurança para a família.

Por tudo o que estamos tratando neste estudo, precisamos pedir a Deus sabedoria, pois inúmeras situações se nos apresentam e, somente dotados de sabedoria, saberemos conduzir nossa casa em paz e nosso lar em perfeita harmonia. “Não clama porventura a sabedoria, e a inteligência não faz ouvir a sua voz? No cume das alturas, junto ao caminho, nas encruzilhadas das veredas se posta. Do lado das portas da cidade, à entrada da cidade, e à entrada das portas está gritando: a vós, ó homens, clamo; e a minha voz se dirige aos filhos dos homens. Entendei, ó simples, a prudência; e vós, insensatos, entendei de coração.” (Provérbios 8:1-5)

Deus é a nossa fonte de sabedoria. Tudo o que precisamos é ter humildade no coração para receber a direção e instrução do Todo-Poderoso e nos tornarmos uma família como Ele mesmo já projetou em Seu coração.

Seguindo os mandamentos do Senhor e obedecendo à Sua Palavra, viveremos um casamento saudável e teremos uma família sarada.